lifestyle

EU QUERIA ARRANJAR-ME, MAS NÃO TENHO TEMPO…

Blá, blá, blá.

Olhem, eu também não! Ninguém tem. Nem sei bem se é não ter tempo ou se é a falta de noção do mesmo, porque mais uns dias e faz um mês que publiquei o último post! Não tinha noção que tinha passado tanto tempo. Se calhar é isso, mesmo falta de noção.

Adiante.
Eu, mera pessoa comum e básica, tenho reparado que me tenho desleixado no dia a dia. Nem um pingo de maquilhagem, nem um acessório básico, visto-me às 3 pancadas, sendo que uns dias calha bem outros dias minha nossa senhora, mas eu assumo o look, cabelo está a perder o alisamento e a humidade gosta de marcar a sua presença. Conclusão, existe um trapo e sou eu, pelo menos sinto-me assim.

MAS! Acho que todos os meus posts têm um mas, MAS são importantes.
Então, MAS eu reparei que quando me arranjo, e não demora assim tanto tempo, sinto-me bem, sinto-me bonita o que me deixa mais confiante e com uma capacidade tremenda de mandar quem merece à merd#$$”, o que é a melhor parte.

Eu sei, há muita coisa para agilizar de manhã, eu sei. Eu entendo isso. Também sei que as noites de sono já não têm a mesma qualidade, verdade. Os 5 minutos a mais na cama sabem bem? Sabem sim senhora. Que acordam mais cansadas do que quando se deitam, amigas pão nosso de cada dia. Como é que eu posso entender? Felizmente não sou surda, e se a mim me custa, então quem tem filhos deve custar muito mais. Não há ciência aqui.

Mas também sei que existe um EU, e esse EU não deixa de existe a partir do momento em que entramos em certas fases da nossa vida. É mais fácil deixá-lo de lado e fazer as outras obrigações, óbvio que é, se deve ser feito não, porque também é uma obrigação. Se nós estivermos no nosso melhor, se nos sentirmos no nosso melhor, também vamos estar no nosso melhor para os outros e isso sim é foco.

Adiante!

Então, eu concluí isso, e concluí que vou começar a acordar 5 minutos mais cedo de forma progressiva até perfazer 20-25 minutos, é de manhã vou estar a meio gás dêem um desconto. E se já estão com “pois, isso és tu eu preciso de não sei quanto tempo blá blá blá”, podem parar. Eu também pensava assim até ter arranjado uma receita que me agrada:

  • hidratante, base, contorno e hidratante labial, tenho extensões de pestanas por isso salto esse passo, compensa;
  • acessórios: escolher 1 colar simples, 2/3 pares de brincos que combinem com tudo, relógio e para quem gostar pulseiras. Deixo tudo isto numa caixinha na casa de banho, fica logo à mão.
  • roupa: passei a ter o armário arrumado, um turbo de 15m no fim-de-semana e está feito. Com este tempo não tem como errar, malha, jeans e botas.

Se só de lerem já estão cansadas, possivelmente. Mas vamos fazer este exercício juntas. Tentar pelo menos, isso não custa, são 5 minutos durante o resto da semana e vamos colocar hidratante no rosto e cuidar melhor do cabelo. Pode ser?

Conforme o tempo passa e eu entro em certas fases da minha vida tenho cada vez mais medo de me perder. Eu perdi-me quando mudei de cidade, deixei de fazer o que me tornava eu, fui consumida pela mudança, pela novidade, pelas inseguranças e ansiedades que deixei de existir e só queria chegar a um lugar bom. O que não me lembrei na altura é que eu é que me iria levar ao lugar bom, e se não cuidasse de mim a todos os níveis, não só o físico, não ia a lado nenhum. Demorou um pouco mais de um ano a perceber isso. Agora, apesar da agitação e do tempo passar num piscar de olhos, tento não me esquecer disso.

Se com este post estou a dizer que só aspecto físico é que conta? Não, mas é o que está a olho nu. É o mais fácil de ver, de conseguir mexer e de sentir o resultado. É só realçar o que já existe e por algum motivo não vemos. Além disso, temos que começar por algum lado, não?

Vá, 1 semana, 5 minutos, creme hidratante e escovar (esticar ou secar) melhor o cabelo.

P.

♥ Partilha ♥

2 thoughts on “EU QUERIA ARRANJAR-ME, MAS NÃO TENHO TEMPO…”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *